17/12/2020

Solenidade de Desagravos Públicos a profissionais de enfermagem agredidas

  Os casos ocorreram no CER Barra e em Cabo

 

Os casos ocorreram no CER Barra e em Cabo Frio – Assista aqui

O Coren-RJ transmite ao vivo, nesta sexta-feira, 18/12/2020, a partir das 10h, no Facebook, dois atos simultâneos de desagravo público a profissionais de enfermagem que foram agredidas no seu exercício profissional, em seus locais de trabalho. A solenidade será apresentada pela presidente do Coren-RJ, Ana Lúcia Telles Fonseca, ao lado da primeira-tesoureira, a técnica de enfermagem Maria Lúcia Machado; das conselheiras relatoras, enfermeiras Wilma Nascimento e Olguimar Dias; da segunda-tesoureira Eliene Soares e da conselheira Ivonete Aparecida. A  duas profissionais agredidas que serão desagravada são a enfermeira Beatriz Paiva e Silva de Souza e a auxiliar de enfermagem Marilene Vianna da Silva. Os Atos de Desagravo Público foram decididos pelo Plenário 2018/2020.

 

Relembre os casos:

 

Beatriz Paiva

Na noite do dia 4 de outubro de 2020, no CER da Barra da Tijuca, um acompanhante agrediu fisicamente e verbalmente a enfermeira Beatriz Paiva, por lhe ter sido negada a exigência de dar prioridade do atendimento ao seu pai, uma vez que a profissional estava naquele momento socorrendo outra paciente com suspeita de AVC. O homem se apresentou como policial civil, mostrou seu distintivo e que estava armado, intimidando e levando temor e perturbação aos profissionais e pacientes da unidade. Assina a relatoria deste Ato de Desagravo a conselheira Wilma Gonçalves do Nascimento, após análise do parecer nº 025/20, de acordo com o disposto na Resolução COFEN nº 433/2012.

 

Marilene Vianna da Silva 

A auxiliar de enfermagem de Cabo Frio, Marilene Vianna da Silva, é a outra desagravada na transmissão ao vivo desta sexta-feira, 18/12. Trata-se de ofensa sofrida em seu exercício profissional, quando foi agredida verbalmente pelo prefeito de Cabo Frio, no seu local de trabalho, o Hospital São José Operário, em julho de 2020. A servidora municipal Marilene Vianna havia denunciado irregularidades, em um vídeo gravado em 1º de maio, onde pedia EPIs adequados e a solução de problemas diversos na unidade. Após análise do parecer nº 096/20, pela conselheira Olguimar dos Santos Dias, os conselheiros do Coren-RJ decidiram pelo Ato de Desagravo Público, de acordo com a Resolução COFEN nº 433/2012, em

desfavor ao prefeito do município de Cabo Frio, com vista ao constrangimento e ofensas comprovadamente sofridas em seu local de trabalho por Marilene Vianna da Silva.

Anexos, os documentos dos Atos de Desagravo




  • BannerLateral_codigo_etica
  • e-dimensionamento-207x117