15/10/2019

Coren-RJ e Senac RJ propõem celebração de um Termo de Cooperação Técnica

  Representantes do Senac-RJ, da área educacional, reuniram-se na manhã

 

Representantes do Senac-RJ, da área educacional, reuniram-se na manhã desta terça-feira (15/10) com a vice-presidente do Coren-RJ, Ana Teresa Ferreira de Souza e com a diretora e coordenadora do Programa Boas-Vindas, Eliane Araújo. Na pauta do encontro, o alinhamento da grade do curso de técnico de Enfermagem da instituição ao Parecer Normativo 001/2019 do Cofen, que estabeleceu carga horária mínima de 400 horas para o estágio curricular obrigatório desses cursos em todo país. 

 

Manoel Silva, da Gerência de Saúde, Maurício Alexandre de Carvalho, gerente de Operações Acadêmicas e Teresinha Trípoli, coordenadora especialista educacional, informaram que, a partir de 2022, estará integralmente efetivado o currículo nacional que será implantado pelo Senac em 2020. Os representantes solicitaram orientações e o aval do Coren-RJ sobre a validade da carga de 400 horas de estágio supervisionado, que a instituição pretende fixar no currículo. O procurador da autarquia, José Luis Baptista de Lima Júnior, ratificou a legitimidade da carga mínima, com base no parecer do Cofen. Contudo, considerando o convênio Coren-RJ/ SEEDUC-RJ, e as audiências públicas realizadas em conjunto com o Conselho Estadual de Educação e outras entidades da Enfermagem, a indicação é para que se pratiquem as 600 horas mínimas para estágio.

 

Na oportunidade, a vice-presidente do Coren-RJ, Ana Teresa Ferreira de Souza, colocou à disposição do Senac os projetos e programas do Coren-RJ, como o Programa Boas-Vindas. Também foi aventada a possibilidade da criação de um Capacita Coren-RJ especial para docentes. No interesse mútuo de estreitar relacionamento entre as Senac e Coren-RJ, foi proposta a celebração de um Termo de Cooperação Técnica e foi lançada a ideia de realizar, em breve, um seminário com os professores das 17 unidades de cursos técnicos de Enfermagem da instituição no Rio de Janeiro, com vistas a atualizar os mestres sobre temas relacionados à ética e legislação. 

 

Anualmente, o Senac forma em torno de 3 mil novos profissionais – o que representa 25% dos inscritos anualmente no Coren-RJ nesta categoria, segundo a conselheira Márcia Guimarães coordenadora do Atendimento e a gerente do setor, Demarie Amaral. O gerente de Saúde Manoel Silva informou que a empregabilidade dos formandos do SENAC é de cerca de 80%, com ingresso no mercado de trabalho em torno de um mês após a formatura. 




  • BannerLateral_codigo_etica
  • e-dimensionamento-207x117