15/02/2019

O Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro apresenta o Programa Adote.

    A presidente do Coren RJ Ana Lúcia Telles

 

 
A presidente do Coren RJ Ana Lúcia Telles Fonseca explica que o programa tem como principal objetivo alinhar os principais programas especiais do regional (Capacita Coren, Coren Móvel, Boas-vindas, Pro-Sae e Coren Amigo) às suas atividades fim: Ética, Fiscalização e Atendimento. Os conselheiros que participam do programa ofertarão aos Responsáveis Técnicos e profissionais de enfermagem ações como: Implantação de Comissão de ética institucional, Fiscalização em instituições de saúde, Cursos para Responsáveis Técnicos, Simulação de tribunal ético, Cursos de Capacitação e fóruns com temas diversos, Cursos de Sistematização da Assistência de Enfermagem – SAE, Esclarecimentos acerca de registro, cadastro e principais dúvidas jurídicas.
Para o desenvolvimento do Programa os conselheiros passarão por três dias inteiros de treinamento. O primeiro ministrado pelo Departamento de atendimento e do setor jurídico já ocorreu no ultimo dia 12/02 do corrente ano. Nessa oportunidade os conselheiros puderam conhecer na teoria e na prática inúmeras minucias do setor de registro e cadastro baseado nas principais dúvidas dos titulares de enfermagem.
 
O segundo dia de treinamento ocorreu no dia 14/02, oportunidade na qual os conselheiros contaram com um treinamento sobre implantação de comissões de ética de Enfermagem na parte da manhã. Durante a tarde participaram de Simulações de Treinamento de Tribunal Ético, uma das novidades do programa, modalidade realizada pela presidente do Conselho desde o ano de 2010 enquanto coordenadora do Departamento de ética. O terceiro dia com data agendada para 26/02 contará com um treinamento sobre o processo fiscalizatório, atribuições das responsáveis técnicos e Sistematização da Assistência de Enfermagem – SAE.
 
Para o enfermeiro Glauber Amancio, 1º Secretário do Coren RJ e coordenador do Programa, as ações do adote estão sendo oportunas em um momento em que existe uma crise nas relações de trabalho vigente e situação na qual as relações interpessoais entre empregador e empregado estão abaladas, a responsabilidade pela desordem acaba sempre recaindo sobre o conselho regional de enfermagem.
 
No programa as ações propostas para os conselheiros retomam a possibilidade do desenvolvimento de atividade político representativas, reaproximando assim os conselheiros dos profissionais da enfermagem fluminense e ocupando as lacunas éticas impostas por um sistema de ensino deficitário.
 
O Conselheiro afirma ainda que essas ações feitas de forma coordenada com indicativo inclusive dos gastos no Plano Plurianual – PPA, servirão para subsidiar a construção de um Centro de Custos afim de indicar o gasto efetivo com as atividades finalísticas do conselho, como Ética, Fiscalização e Atendimento.
 
Ficou constatado a empolgação dos conselheiros com os treinamentos realizados pela presidente em função de sua vasta experiência em ética e legislação e a vontade de iniciarem as ações propostas pelo programa. Entre em contato conosco se você quiser conhecer a reedição do programa adote e agende uma visita conosco através do e-mail adote@coren-rj.org.br

 




  • BannerLateral_codigo_etica
  • e-dimensionamento-207x117
  • add_5
  • parecer_CT2