19/08/2015

Entidades criam Conselho de Enfermagem da América do Sul

Entidade promove a integração sul-americana para a melhoria da Enfermagem

Os representantes da profissão fundaram, durante a I Cúpula de Enfermagem da América do Sul, em Assunção (Paraguai), o Conselho de Enfermagem da América do Sul. O órgão atuará como instância permanente de integração, promovendo a cooperação técnica e política. Os países sul-americanos compartilham realidades similares e desafios comuns, sobretudo quanto à desregulamentação da formação em Enfermagem, considerada uma ameaça à Saúde Coletiva.

O conselho conta com a participação da Argentina, Bolívia, Chile, Peru, Paraguai e Uruguai, além do Brasil, representado pelos conselheiros federais Walkirio Costa e Vencelau Pantoja, além da conselheira Fátima Sampaio, eleita secretária da entidade. A enfermeira María Concepción Cháves, do Paraguai, assume a presidência.

“A criação do Conselho de Enfermagem da América do Sul é um passo decisivo para a integração. Queremos participar da formulação das políticas de Saúde Coletiva e formação profissional, de maneira articulada”, afirmou a conselheira Fátima Sampaio.

Durante a missão internacional, a conselheira participou, ainda, do XI Congresso Paraguaio de Enfermagem, onde proferiu palestra “A formação e a prática da profissão de enfermagem como força de trabalho na América Latina e Caribe”, e II Congresso Nacional de Especialidades de Enfermagem, com a palestra sobre o modelo de assistência adotado no programa Saúde da Família.


Fonte: Ascom - Cofen



  • BannerLateral_codigo_etica
  • e-dimensionamento-207x117
  • add_5
  • parecer_CT2