19/12/2019

Ministro da Saúde reúne deputados e secretários para discutir a crise da Saúde do Rio

Em reunião na Cidade das Artes na tarde desta quinta-feira

Em reunião na Cidade das Artes na tarde desta quinta-feira (19), na Barra da Tijuca, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, se comprometeu a pagar até dia 31/12 os R$ 76 milhões que seriam liberados pela União somente em 15 de janeiro de 2020. A verba será usada também para a compra de insumos, uma vez que não é possível prestar assistência sem que as unidades sejam abastecidas com medicamentos, equipamentos e produtos hospitalares.

Com o objetivo de discutir estratégias para sanear a crise da Saúde do município do Rio de Janeiro, o encontro em torno do ministro Mandetta reuniu os deputados federais Jandira Feghali (PCdoB), Benedita da Silva (PT) e Pedro Paulo Carvalho (DEM); a deputada estadual Enfermeira Rejane (PCdoB); o secretário de Saúde do estado do Rio de Janeiro, Edmar Santos; e os secretários municipais de Saúde e da Fazenda, Ana Beatriz Busch e Cesar Barbiero. O conselheiro e diretor do Coren-RJ, enfermeiro Glauber Amancio, também participou representando a autarquia.

Entre as ações resolutivas, com a finalidade de dar suporte à Saúde municipal, as redes federal e estadual de Saúde se comprometeram a disponibilizar leitos de retaguarda para internações. O grupo acertou realizar outras reuniões para avaliar as ações e atualizar as estratégias. A próxima está marcada para o dia 27 de dezembro




  • BannerLateral_codigo_etica
  • e-dimensionamento-207x117
  • add_5
  • parecer_CT2